Aprendendo com uma das melhores tretas da internet em 2018

Pra mim, uma das melhores tretas da internet em 2018 no mundo digital: um centro universitário usando o nome de outro em link patrocinado no Google. Resumindo bem, foi isso. O Centro Universitário UniCEUB patrocinou um link de bolsa para o termo IESB, nome de outro centro universitário da capital federal. A treta rendeu uma thread maravilhosa no Facebook, porque o IESB expôs a tática do concorrente na rede.

Print de uma das melhores tretas da internet em 2018 Na publicação, que leva o print da página de resultados do Google, o IESB debocha da tática do concorrente e coloca o seu próprio link de bolsas de estudo. Mas o melhor não para na sacada do social media do IESB, que por si só já foi excelente. O auge são os comentários que acompanharam a publicação que virou um verdadeiro mural de anúncios e ironias.

O UniCeub também respondeu, naquele modelo padrão de “erramos, isso não foi autorizado e já tomamos providencias”:

Qual foi o erro? ou cuidado com os anúncios dinâmicos

Aparentemente, fazendo uma análise de quem está completamente de fora do trabalho digital do Ceub, a gafe surgiu pois provavelmente eles utilizam anúncios dinâmicos. Para quem trabalha com AdWords, sabe que esse modelo de anúncio pode ser uma mão na roda. Isso, porque a segmentação é automática com base no conteúdo do site do anunciante e tende a alcançar um público maior do que utilizando a segmentação apenas por palavras-chave.

O que provavelmente rolou foi um casamento de termos que os dois centros universitários utilizam nos seus materiais e o Google entendeu que para o conteúdo do site do UniCeub caberia o título dinâmico com as informações do IESB. Bom, para isso existe a negativação de termos. Não basta criar, tem que acompanhar o funcionamento das suas campanhas AdWords.

Você também concorda que pode ter sido isso?

Jéssica Macedo

Jornalista, especialista em brigadeiro de panela e mídias sociais. WordPress Fan.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© 2018 Jornalista Digital | ScrollMe by AccessPress Themes