Pauta do dia: oh moh pai meu post foi parar no busk.com


Pessoa humana, quando você se propõe a compartilhar conhecimento e ou reflexões de utilidade ou não na internet deve estar ciente que esse compartilhamento acontece naturalmente por meio dos mecanismos diversos da própria internet.

Se você cria um blog aberto, que não exige senha para visualizar o conteúdo postado, logo você concorda em estar sujeito à disseminação destas informações. Até porque, querendo ou não, seu blog tem um feed que cabe a você desativar ou não. E para quem não sabe:

FEED é um sistema que permite que atualizações, como seus posts, cheguem até o usuário leitor através dos readers (leitores). Para identificar os FEEDS, geralmente aparece um dos dois quadradinhos no canto direito do seu browser, o azul ou o laranja. (BlogBlogs – fonte que sairá do ar em 31/12/2010)

Aquele RSS que você vê na droga do seu layout não é enfeite, cacete de agulha!

Só que aí, de repente, não mais que de repente você encontra seu post em um lugar que tem aparência de um blog. Que apesar de estar linkando o post para a origem (o seu blog), você fica injuriado, acredita que foi vítima de plágio porque ninguém, absolutamente ninguém, lhe pediu permissão para replicar o conteúdo do seu blog.

Onde recorrer? à lei 9.610/98 que trata sobre plágio? NÃO! MIL VEZES NÃO! Não dê uma de matuto digital xingando muito no Twitter. Se você permite Feeds no seu blog, você permite que o seu post vá parar em um agregador.  E não há nenhuma ilegalidade ou imoralidade na leitura de posts por meio de um agregador. E agregador é uma página que reúne em um mesmo lugar posts sobre determinados assuntos pré-definidos. Ele não modifica seu conteúdo, cita a fonte por meio de link e provavelmente fará sua informação chegar a mais usuários.

Aliás, eu ficaria feliz se meus posts fossem parar em um agregador, seria sinal que o meu blog estaria bem posicionado (tagueado e frequentado) na rede. Mostraria que dentro de determinado assunto, o meu post teria mais relevância por isso foi localizado e puxado pelo agregador.

Mas, se você prefere ficar de #mimimi com o busk.com. Faça como disse @paulolobo:

pra mim a regra é clara, quer seus textos num lugar que só podem copiar com sua autorização? Imprime e põe na gaveta.

Eu vou lá criar minha conta no busk.com e ser feliz no agregador seus tolinhos.

PS: Aqui vai uma dica de um bom post sobre agregador: Não basta ter um blogroll, é preciso ter um planeta, por @gutocarvalho

PS2: eu só apoiaria o #mimimi de vocês se o busk fosse um blog que copiasse o post de vocês e não citasse a fonte e nem o link. Fora isso, ah mah vah!

4 thoughts on “Pauta do dia: oh moh pai meu post foi parar no busk.com

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© 2018 Jornalista Digital | ScrollMe by AccessPress Themes